Este canal apresenta um breve panorama sobre o processo de ocupação do território brasileiro, com ênfase nas contribuições prestadas por distintos grupos étnicos.

 

Fonte: INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTTÍSTICA. Brasil: 500 anos de povoamento. Rio de Janeiro, 2000. p. 221.

 

legendas:

  • a) SIMONSEN, R. C. História Econômica do Brasil (1 500/1820) - (1978). Apresenta as estimativas atribuídas a Contreiras Rodrigues, Thomas Ewbank e Adriano Balbi, p. 271
  • b) CALÓGERAS, P. Formação histórica do Brasil. (1935), p. 33. Também citado por Simonsen (fonte a, p. 88) e Marcílio (fonte j, p. 119)
  • c) FURTADO, C. Formação Econômica do Brasil. (1959), p. 93
  • e) SOUZA E SILVA, J. N. Investigações Sobre o Recenseamento da População Geral do Império e de Cada Província de per si, tentandos desde os tempos coloniais até hoje (1870)
  • f) GIORGIO, M. Sobre a utilização do Censo Demográfico para a Reconstrução das Estatísticas do Movimento da População do Brasil. (1941), p. 43
  • g) MEMÓRIA Estatística do Império do Brasil (1829). Obra oferecida ao Marquês de Caravelas, Revista Trimensal do Instituto Histórico e Geográfico do Brasil. Tomo LVIII, Parte 1, 1895
  • h) VIANA, F. J. O. Resumo Histórico dos Inquéritos Censitários Realizados no Brasil. (1920)
  • i) OLIVEIRA, C. A. R. O. A Igreja do Brasil (1819), citado por Joaquim Norberto de Souza e Silva (fonte e, p. 162-163 que, com base nos mapas apresentados pelo Conselheiro Velloso, em anexo, distribuiu a população dos sete Bispados, segundo as 20 Províncias do Império
  • j) DIRETORIA GERAL DE ESTATÍSTICA. Recenseamento do Brazil 1872-1920. Rio de Janeiro: (187?) - 1930
  • l) INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico 1940-1991. Rio de Janeiro: 1950-1997
  • m) INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGAFIA E ESTATÍSTICA. Contagem da população 1996. Rio de Janeiro, 1997. v. 1. Resultados relativos a sexo da população e situação da unidade domiciliar.

© 2014 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística