Este canal apresenta um breve panorama sobre o processo de ocupação do território brasileiro, com ênfase nas contribuições prestadas por distintos grupos étnicos.

Existem duas avaliações sobre a importância dos espanhóis no descobrimento do Brasil:

1 - Em 1883, no seu clássico livro A História do Brasil, Capistrano de Abreu disse que os espanhóis não deixaram nenhum rastro de suas viagens do final do século XV. E comentou, até mesmo, que eles não tiveram nenhuma importância na formação histórica brasileira, ou a tiveram menor do que a dos franceses, por exemplo. Nesse ponto, sem dúvida, o autor exagerou:

 

- Os primeiros navegadores a reconhecerem parte da costa do futuro Brasil foram os castelhanos Vicente Yañes de Pinzón e Diego de Lepe. Em torno de 1499, costearam o que hoje corresponde ao litoral do Ceará, Piauí, Maranhão, Pará e Amapá, chegando mesmo ao Amazonas.

- Os espanhóis participaram, juntamente com os portugueses, da grande aventura do descobrimento.

Ao longo dos anos 1530, muitos castelhanos seguiam ao lado dos portugueses, entre a marujada e a soldadesca, nas viagens portuguesas de reconhecimento e exploração. Alguns deles foram encontrados por Martim Afonso de Souza em 1531-1532.

2 - O balanço da presença espanhola no Brasil Colonial sugere uma importância bem maior do que o que se lhe tem atribuído. Foram castelhanosOs castelhanos, líderes da unificação da Espanha (reconquista das terras espanholas aos mouros, expulsos para o norte da África), foram os responsáveis pela conquista do Novo Mundo Americano - América Central e do Sul. O exemplo é dos "Reis Católicos", Isabel de Castela e Fernando de Aragão que, no século XV, financiaram a viagem de Cristóvão Colombo., e não catalães, bascos ou galegosOs castelhanos, líderes da unificação da Espanha(reconquista das terras espanholas aos mouros, expulsos para o norte da África), foram os responsáveis pela conquista do Novo Mundo Americano - América Central e do Sul. O exemplo é dos "Reis Católicos", Isabel de Castela e Fernando de Aragão que, no século XV, financiaram a viagem de Cristóvão Colombo., os "espanhóis" que mais atuaram na América nos primeiros séculos do descobrimento e colonização. Portanto, uma presença sobretudo castelhana, quer cultural, quer do ponto de vista populacional.

 

- A presença espanhola no Brasil foi histórica e demograficamente densa no extremo-sul.

Durante a União IbéricaNome pelo qual a anexação de Portugal à Espanha foi chamada pelos espanhóis. Este período de dominação espanhola é conhecido também como Período Filipino., o domínio espanhol sobre Portugal foi muito favorável para o alargamento territorial do Brasil.

Não seria exagero dizer que o perfil da região sulina no período colonial era mais propriamente português-castelhano-indígena do que português, ou português-indígena apenas.

- A presença espanhola no Brasil colonial foi estratégica e importante entre fins do século XVI e meados do XVII.

- Por meio das influências recíprocas entre as culturas lusitana e espanhola, intercâmbio herdado da própria Península Ibérica, a presença espanhola no Brasil foi permanente em todo o período colonial.

A marca espanhola se fez sentir, também, em certos personagens centrais do período colonial, a exemplo de José de Anchieta que, apesar de formado em Coimbra, era natural do Tenerife, nas Canárias espanholas, e tinha no castelhano sua língua materna.

- Mesmo assim, e embora os castelhanos tenham feito muitas outras viagens de reconhecimento no continente então vislumbrado pelos navegadores, seria um enorme exagero dizer que, por causa dessas viagens, foram os espanhóis que descobriram o Brasil.

Saiba mais sobre a União Ibérica

A União Ibérica, que se extendeu de 1580 a 1640, cumpriu um importante papel na construção do território brasileiro, qual seja, o de diluir as fronteiras estabelecidas pelo Tratado de Tordesilhas. Expandiu os limites territoriais tanto ao norte, com a conquista efetiva do Maranhão, quanto ao sul, alargando a fronteira na região platina.

Data também deste período o início da expansão territorial para o interior. Em 1580 foram organizadas as primeiras expedições dos bandeirantes em São Paulo. Essa frente de expansão territorial para os "sertões" - palavra então usada para aludir ao interior - prolongou-se por todo o período da dominação espanhola.

Data de 1585 a primeira grande bandeira para captura e escravização de índios no sertão dos Carijós, luta que levaria à ocupação gradativa do interior do Brasil e ao alargamento da faixa litorânea ocupada pelos portugueses no iníco do século XVI. São também deste período, entre outras:

  • a conquista da Paraíba, em 1584
  • as guerras travadas contra os índios no norte da Bahia, atual Sergipe, em 1589
  • a bandeira a Goiás, em 1592
  • as primeiras incursões dos bandeirantes paulistas à região de Minas Gerais, em 1596
  • a bandeira apresadora de índios na região do baixo Paraná, em 1604

© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística